COMO FAZER TIMBRES CONHECENDO O ENVELOPE ADSR

Já se deparou com algum plugin sintetizador ou sampler onde você não imagina a real função dos botões? Todo beatmaker já passou por isso. Esses botões estão em todos os VSTs e configuram samples analisando o envelope sonoro chamado ADSR.

Saber como fazer timbres conhecendo o envelope ADSR é o caminho, pois será um norte ao analisar seu próprio beat. Entendendo os principais conceitos você pode manipular ondas sonoras de qualquer instrumento da forma que desejar.

 

Veja abaixo a linha vermelha envelopando 3 exemplos de onda sonora:

 

envelope

 

Significado

 

O significado da Sigla ADSR é Attack, Decay, Sustain e o Release:

 

Attack

O ataque é o tempo inicial quando toca um instrumento, do volume zero até atingir o volume esperado, assim obtendo dinâmica.

O ataque curto tem uma porcentagem baixa, ou seja, a dinâmica é menor. Já o attack longo tem uma dinâmica maior.

Geralmente os instrumentos de sopro tem um attack longo, com uma dinâmica mais perceptível aos ouvidos.

 

Decay

O D do ADSR é o Decay.

O Decay é o decaimento da onda. O quanto demora para a onda terminar, mas dependemos do sustain para regularmos o decay.

Se o sustain for baixo conseguimos mudar a curvatura da onda através do decay.

 

adsr2

 

Sustain

Depois do tempo do attack vem o Sustain. Seguindo da esquerda para a direita da onda sonora.

O Sustain é a sustentação ou o tempo que a onda permanecerá quando tocamos o instrumento e mantemos segurando a nota tocada.

Caso você queira deixar o instrumento tocando por mais tempo quando seguramos a nota basta deixar o sustain mais alto, assim o som demora para acabar.

Para deixar o instrumento com um tempo menor de execução basta diminiur o sustain.

 

Release

O Release é conhecido como relaxamento ou o tempo que demora para terminar a onda sonora.

O envelope é o contorno das ondas sonoras. Podemos identificar o tipo de onda e qual é o instrumento através da análise do envelope acústico.

 

Analisando no Gráfico

adsr3

Observe a aplitude/tamanho de cada um e o tempo que se inicia. Se fizermos uma analogia, o attack é configurado para os primeiros segundos de um sample, como por exemplo o fade in. Já o release fica por conta de o fade out.

O ADSR é muito utilizado como envelope para síntese sonora e instrumentos reais. Entendendo e aplicando este conhecimento, com apenas 1 sample você pode transformar em muitos com características diferentes.

 

INSCREVA-SE E ASSISTA TODA TERÇA-FEIRA LIVES SOBRE PRODUÇÃO MUSICAL